AUTO ELETRICA MARACAJU 20
Maracaju 100 ANOS

Plano Safra: juros altos e alocação de recursos preocupam bancada do agro

Frente Parlamentar da Agropecuária quer saber como o governo está estruturando o programa de apoio ao ciclo 2024/25

Por Luis Roberto Toledo - Canal Rural em 04/06/2024 às 20:16:00

Com menos de um mês para o anúncio do novo Plano Safra, o tema está em debate na Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Nesta terça-feira (4), o programa foi tema do almoço da bancada do agro, que quer saber como o governo está estruturando os recursos e investimentos.

O Ministério da Agricultura sugeriu um valor preliminar acima dos R$ 435 bilhões do último ciclo para o atual Plano Safra. No entanto, há preocupações sobre se esses recursos serão suficientes, especialmente considerando os desafios econômicos e a recente crise no Rio Grande do Sul.

Uma questão crítica é o custo do financiamento. O deputado federal Evair Melo (PP-ES) estaca que, embora o montante prometido seja maior que o de os anos anteriores, os juros levados devido à falta de controle da dívida pública pelo governo tornariam o crédito caro para os agricultores. Esse aumento de custos pode comprometer a eficácia do Plano Safra.

A tragédia na região Sul levanta preocupações sobre a alocação de recursos. "O governo pode querer justificar uma taxa alta e menos recurso para o Plano Safra em função do plano de recuperação do Rio Grande do Sul. Temos que tirar de outras fontes (de financiamento), temos que tirar de outros origens".

MST e Plano Safra

Para Melo, a informação de que o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) possa participar das negociações do Plano Safra é uma afronta ao setor produtivo. Segundo o deputado, isso pode ser visto como um desafio à propriedade privada e à segurança jurídica no campo.

Fonte: www.canalrural.com.br

Comunicar erro
Espetinho do Cowboy
Maracaju 100 ANOS 2

Comentários

nino
Maracaju 100 ANOS 3